Aprenda a controlar a ansiedade com o seu treino

Ao falar de ansiedade é sempre importante dizer que ela não é de todo ruim. A ansiedade é natural e tem a ver com a forma como o seu cérebro reage diante da VIDA. Quando ela está equilibrada, ajuda tanto a te proteger do perigo quanto a te impulsionar para frente.

Por isso é importante olhar para os estados de ansiedade como prática de saúde e até de prevenção de doenças.

E a atividade física que você escolhe praticar vai influenciar nestes estados de ansiedade. Se durante o seu treinamento você pratica estados internos de competitividade exacerbada, você tende a levar isso pra sua vida e isso tende a acentuar, em quem é ansioso, estados ainda mais ansiosos.

Para quem tem Síndrome do Pânico, por exemplo, o treinamento de impulsão e força explosiva vai piorar o estado de ansiedade e impulsividade, enquanto diminui o estado racional. Como já tem uma força de ação muito grande, o ansioso precisa treinar o controle e a constância disso.

O contrário também é verdadeiro. Quem está com estados mais depressivos, sem ânimo, precisa de uma atividade mais explosiva e intensa pra treinar internamente a força de ação.

Quanto mais você pratica algo na sua vida, mais isso fica automático e conectado às suas atitudes. Por isso, o tipo de treinamento que você escolhe pode acionar aquilo em que você é bom ou controlar aquilo que você tem de potencial máximo.

Mas, Juliana, esses treinos não liberam os hormônios de bem-estar?

Sim! Claro que existem ganhos. Porém, quando eu estou treinando o meu físico, também estou treinando os meus estados emocionais. Não dá pra separar.

QUAIS SÃO AS ESTRATÉGIAS PARA SE MANTER MOTIVADO?

Aqui vão algumas d