Por que o sono deve ser o hábito número 1 da sua vida?

Atualizado: Jun 9

O corpo humano é uma máquina que funciona de maneira integral, ou seja, tudo está interligado. E o sono é fundamental para o perfeito funcionamento dessa máquina.


Quando ele está desregulado, os impactos na vida vão muito além de um mau humor no dia seguinte. A privação de sono é um problema sério de saúde que está no cerne de outros problemas como depressão, ansiedade, pressão alta, diabetes, problemas cardíacos, distúrbios hormonais, falta de memória e muito mais.


Por isso, se você faz parte do time que acha dormir perda de tempo, já está na hora de rever essa ideia. Viver com insônia, dormir pouco ou dormir mal desregula o organismo e prejudica a qualidade de vida a ponto de desencadear doenças crônicas e graves.

Isso acontece porque é durante o sono que o nosso corpo realiza uma série de tarefas como produção de hormônios, limpeza das células, consolidação da memória, ganhos físicos e muitas outras.


Não é de hoje que a ciência se debruça sobre o sono para mostrar o quanto é importante cuidar desse hábito.


O sono é a chave da regulação hormonal


Os hormônios são substâncias que regulam diversas funções do organismo. E muitos deles são produzidos durante o sono. Obesidade e dificuldade para emagrecer, dificuldade pra ganhar tônus muscular e colesterol alto são alguns problemas que podem ter relação direta com a qualidade do seu sono e esse desregular de hormônios.


É durante o sono, por exemplo, que nosso organismo produz leptina, hormônio que gera a sensação de saciedade. Se você não dorme direito, as taxas desse hormônio caem e você tende a ter mais fome. Além disso, quem não dorme produz mais grelina, hormônio que aumenta a fome e reduz o gasto de energia. A combinação de menos leptina e mais grelina é bombástica e o resultado é justamente problema pra emagrecer ou obesidade.


Outro hormônio fundamental produzido durante o sono é o GH, responsável por manter o tônus muscular, melhorar o desempenho físico e evitar o acúmulo de gordura. Se você faz exercício físico, por exemplo, precisa desse hormônio para enxergar os resultados do trabalho.


Sem sono, sem memória


É durante o sono que o cérebro organiza e consolida os aprendizados que foram adquiridos ao longo do dia. Isso acontece porque é dormindo que o nosso organismo produz as proteínas responsáveis por construir conexões entre os neurônios, melhorando os processos de memória e aprendizagem.


Prevenção da diabetes


Dormir mal pode piorar quadros de diabetes porque aumenta a resistência a insulina, causando um aumento dos níveis de glicose no sangue. Além disso, é durante o sono que o organismo consegue estabilizar a taxa de açúcar na corrente sanguínea. Então, pessoas que dormem mal podem sofrer alterações no nível de glicose, favorecendo o surgimento da diabetes do tipo 2 (quando o paciente produz pouca insulina ou é resistente a esse hormônio).


Não basta dormir, é preciso dormir bem


Nosso sono é dividido em quatro fases e em cada uma delas o organismo trabalha em uma função. Por isso é importante que o sono tenha qualidade, que você se prepare para dormir, diminua as luzes, acalme a mente.


Quanto mais tranquilo for o sono, melhor. Um sono agitado vai levar o organismo ao estado de vigília diversas vezes e atrapalhar o fluxo de atividades que acontecem enquanto dormimos.

Dormir é coisa séria. E como diz o treinador Nuno Cobra, você é o que você dorme!


Quer saber mais sobre o sono?


Participe da experiência ARTE DO SONO. Para se inscrever é só clicar sobre a imagem!





Leia também o texto sobre insônia e meditação clicando aqui!

  • mindfulness-lis-educação-respiração
  • lis-meditação-foco-respiração-educa