Vida: palhaço e circo

Atualizado: 10 de Fev de 2020

No circo, vemos as demostrações virtuosas das maiores proezas e as fabulosas apresentações de destreza das mais diversas. Do atirador de faca à bailarina; do malabarista que desafia o espaço através do tempo ao risco do trapezista, que acima de todos, se mostra capaz de se lançar e voar pelo picadeiro.

O corpo como veículo e a dúvida sobre até onde pode chegar o potencial do ser humano.

A transcendência dos limites se escancaram no circo.

Habilidades que demandam - sem dúvida de tempo, dedicação e persistência.


Porém, venho hoje trazer à nossa discussão a figura essencial, não só de qualquer circo, mas que vive dentro de cada ser... a figura do palhaço.

Que compreende toda a nossa vulnerabilidade, liberdade e força de vontade.

Para quem não sabe, o palhaço desenvolve do circo de tudo um pouco - atira facas, faz malabares e acrobacias .. é generalista e do qual todos esperam uma boa tirada ou algum comentário que faça lembrar que somos humanos e também falíveis.

O palhaço, assim como o arquétipo do louco do tarô, é aquele livre, sem número e sem filtros sociais que simboliza a potência criativa e a autenticidade.

Tal figura nos ensina assim como a lição do professor Nuno Cobra que é muita irresponsabilidade se levar tão a sério.

Que os erros acontecem por mais que queiramos acertar, que podemos acima de tudo aprender com eles; e também que nada é definitivo. Tudo é parte de um processo em andamento e que o impossível não existe.

Feliz o ser que se aceita na sua integralidade, nas suas virtudes e nas suas vergonhas; na sua brilhante luz e na sua obscura sombra. E que tem o olhar aberto para o novo. Segundo o palhaço Marcio Ballas: "O olhar do sim!"

Pensando num desenvolvimento integral do ser humano a linguagem- do que podemos chamar - do arquétipo do palhaço vem ao encontro daquilo que julgamos essencial em nossas vidas ; aquilo que tem a ver com a pureza e com memória de uma criança interior que ainda vive dentro da alma de cada um e que confere leveza à existência. A pergunta é: você tem dado voz a esta pureza?


Seu treino te ajuda a ver as suas virtudes e as suas sombras? Te propõe desafios que te potencializam em direção ao essencial? Tem exercitado o seu olhar do "sim"?!

#circo #vulnerabilidade #praticaintegral #ser


SUA MELHOR VERSÃO ATRAVÉS DA PRÁTICA INTEGRAL!












Thiago Machado, profissional de Ed. Física e instrutor da Prática Integral.

21 visualizações